filosofia

Massas e multidões hiperconectadas

André Lemos - Cibercultura e Mobilidade faz a passagem entre a massa proposta por Canetti em Massa e Poder com a idéia de smart mobs - conceito de Howard Rheinghold. Eu utilizo o conceito do Canetti para definir uma sociedade que se constitui no movimento tanto das maltas como das massas no contexto da tradição filosofica espinosona. Essa passagem abaixo vai ser útil para fazer o link entre as massas e a multidão....

Maquinidade

Maquinidade refere-­se (...) à forma lógica de uma máquina, sua forma de operação, sua processualidade. (...) Podemos portanto dizer que, neste sentido, e sendo o computador nosso ponto de referência, o mundo passa a ser pensado como um algoritmo e, se é esta algoritimização do conhecimento e da vida que parece reger a tecnociência contemporânea, esta forma técnica do mundo rege também o nosso imaginário.

Das relações...

platô ---> espaço liso de intensificação de forças

agenciamento ---> ato de conectar

maquínico ---> tornado máquina

Pensador Selvagem

Então, o que pode o corpo? Espinosa parte da idéia que estamos no mundo para compor. Logo, a idéia de corpo é a de corporificação ou uma relação de implicação. Corpo é estar em relação. Aliás, estamos todos condenados a estar em relação. Mas, o que pode o corpo? Espinosa entende a essência como a força de existir. O apetite. Então, para ele é impossível o desejo de morrer. Esta é uma idéia inadequada. O que 'pode' está intimamente ligado, por um lado a idéias inadequadas. Mas, por outro, pode significar potência. Qual é a potência das relações?

A ordem

A ordem clássica distribuía num espaço permanente as identidades e as diferenças não-quantitativas que separavam e uniam as coisas: era essa ordem que reinava soberanamente, mas, a cada vez, segundo formas e leis ligeiramente diferentes, sobre o discurso dos homens, o quadro dos seres naturais e a troca das riquezas. A partir do século XIX, a História vai desenrolar numa série temporal as analogias que aproximam umas das outras as organizações distintas.

Dasein

Dasein é o ser-no-mundo que se encontra em situação, num círculo de afeto e interesses; o homem que está sempre aberto para se tornar algo novo. A própria situação presente é determinada por aquilo que ele pretende fazer no futuro: muito do que ele faz hoje, senão tudo, ele o faz em vista do que ele quer ser amanhã.

Filosofia

Filosofia é filosofar e nada além disso.
--
Heidegger

Atributos

"exprimir significa que o ser se exprime nele mesmo, diversificando-se e diferenciando-se originariamente, pois a expressão é ele mesmo em cada um de seus infinitos atributos infinitos. No espinosismo o real é pensado como ser indiviso, energia de uma única ação de um ser que se expressa e é expressado por atributos e modos infinitos - modalizando-se, poderíamos acrescentar.

Os paradoxos da modernidade

Primeiro Paradoxo da Modernidade:

- A natureza não é uma construção nossa: ela é transcendente e nos ultrapassa infinitamente.
- A sociedade é uma construção nossa: ela é imanente à nossa ação.

Segundo Paradoxo da Modernidade:

- Nos construímos artificialmente a natureza no laboratório: ela é imanente.
- Não construímos a sociedade, ela é transcendente.

Constituição da Modernidade:

Primeira Garantia: ainda que sejamos nós que construímos a natureza, ela funciona como se nós não a construíssemos.

Segunda Garantia: ainda que não sejamos nós que construímos a sociedade, ela funciona como se nós a contruíssemos.

Terceira Garantia: a natureza e a sociedade devem permanecer absolutamente distintas; o trabalho de purificação deve permanecer absolutamente distinto do trabalho de mediação.

(LATOUR, Jamais fomos modernos, 2008, p. 37) - [mais aqui]

Multiplicidade

Elias Canetti distingue dois tipos de multiplicidade que às vezes se opõem e às vezes se penetram: de massa e de matilha. Entre os caracteres de massa, no sentido de Canetti, precisa-se notar a grande quantidade, a divisibilidade e a igualdade dos membros, a concentração, a sociabilidade do conjunto, a unicidade da direção hierárquica, a organização de territorialização, a emissão de signos.

Conteúdo sindicado